Dinamização e Diluição

DinamizaçãoA Homeopatia é também baseada nos princípios da dinamização e diluição. Estas operações são especialmente importantes tendo em vista que eliminam qualquer risco de toxicidade do fármaco administrado. Portanto, é essencial que as substâncias base a partir das quais os medicamentos serão preparados,  sejam diluídas sucessivas vezes, até que se tenha obtido doses extremamente pequenas.

Hahnemann também estabeleceu que ao final de cada diluição é muito importante agitar a nova substância obtida, para que a água ou o álcool usados como suporte, possam ser impregnados da essência da substância de base. Conhecida como “dinamização”, esta operação fundamental intervém diretamente na eficácia do medicamento homeopático.

As diluições utilizadas na maioria das vezes são Centesimais Hahnemanianas (CH), não excedem quase nunca os 30 CH. Por outro lado, é preciso saber que quanto menor for a dose, mais eficazmente atuará o medicamento, e de forma totalmente segura. Ainda que muitos afirmam que nenhum princípio activo poderia ser mantido após tantas diluições, resulta-se claro que os processos de diluição e dinamização, permitem transmitir ao medicamento final as propriedades terapêuticas da substância de base. Em outras palavras, é possível dizer que a água utilizada nas diluições sucessivas, conservará realmente certa memória da substância de base, o que, consequentemente, confere toda a sua eficácia terapêutica ao medicamento final obtido.

Fonte:

Guia de la Homeopatia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s