Massoterapia

tratamento-massagem-terapeutica-chinesa-O que é massagem?

Massagem é um conjunto de manobras, aplicadas sobre a pele com as mãos, cotovelos, antebraço, pés e instrumentos, de maneira estética ou terapêutica. Existem diversos estilos e são aplicados de acordo com a finalidade e necessidade, por isso o Massoterapeuta deve conhecer e dominar várias técnicas, estando assim, qualificado e preparado para abordar os diferentes casos com os quais se depara diariamente, tornando-se apto a atender seu paciente de acordo com suas necessidades.

A massagem pode atuar proporcionando o Equilíbrio Energético, Bem Estar, melhoria do Sistema Nervoso, da Circulação Sanguínea e Linfática e Relaxamento Muscular.

História da Massagem

Há milênios, os mais diversos tipos de técnicas de massagem têm sido usados como um meio de alívio da dor e desconforto.

Foi se desenvolvendo na Índia através da massagem Ayurvedica e da Shantalla. Fazia parte também da cultura dos Chineses, Egípcios, Budistas, Persas e Japoneses, que descobriram que através dos movimentos da massagem, podiam obter o tratamento de várias doenças e lesões. Durante muitos séculos, a massagem fazia parte dos tratamentos médicos, onde era fundamental para qualquer doutor, ter experiência em fricção tanto quanto nos outros métodos de tratamento tradicionais.

Com o passar do tempo, as técnicas foram se difundindo, e culturas que valorizavam altamente a saúde física, a potência atlética e a beleza, aplicavam as técnicas de massagem nos atletas antes e depois dos eventos esportivos, pois acreditavam que dessa forma, preparariam a musculatura para o evento, e era fundamental para limpar os membros das matérias supérfluas e fluidos produzidos durante as atividades físicas.

Depois, as técnicas se espalharam pela França, Suécia, Inglaterra, Alemanha, Rússia e por toda a Europa, e criaram inclusive um sistema de Ginástica Médica, constituído de exercícios terapêuticos e massagem. Séculos depois, foi adotada nos Estados Unidos e se espalhou por todo o Mundo.

Com essa popularização da massagem, vários outros estilos foram e ainda são criados e adaptados, mas as técnicas foram divididas basicamente em duas escolas, a Massagem Ocidental e a Massagem Oriental.

Massagem Oriental e Massagem Ocidental

Existem duas grandes escolas de massagem, a Oriental que é a mais antiga e a Ocidental, um pouco mais recente.

Os orientais acreditam que a normalização do fluxo das energias vitais constitui a chave e o alívio das doenças e incapacidades que sofremos diariamente, por isso, as massagens orientais, como o Shiatsu, Do In, Tuiná, Shantalla, Ayurvédica, Tai e tantas outras, manipulam o corpo físico, mas atuam principalmente no que chamamos de corpo energético, trabalhando a emanação e circulação da energia natural da pessoa que está recebendo a massagem.

Já as massagens ocidentais foram desenvolvidas nos países europeus logo após a exploração e colonização dos continentes americanos. Surgiu do intercâmbio cultural entre diferentes povos; tendo como objetivo, melhorar a circulação sanguínea e o retorno do sangue venoso, a correta circulação da linfa, atuar sobre o sistema nervoso e em segundo plano, ter efeitos sobre os demais tecidos. O foco da massagem ocidental é o corpo físico e não o energético.

Um estilo bem conhecido é a massagem Sueca, que surgiu durante o periodo da 2a. Guerra Mundial (1939-45), e tinha como objetivo desintoxicar os músculos dos soldados em combate, através do retorno do sangue venoso e da linfa, que muitas vezes ficam concentrados nos membros inferiores quando há má circulação do sangue e retenção de líquido.

Outros estilos bem conhecidos são a Massagem Neurocirculatória, a Drenagem Linfática e as massagens chamadas Reflexas ou Sensibilizações, onde o foco é em partes do corpo, como pés (Podal), mãos (Quirodal) e orelhas (Auricular) buscando os mesmos efeitos, ou seja, atuar sobre órgãos do corpo via Sistema Nervoso Central (SNC).

ontspanningsmassage20011

Técnicas e Efeitos da Massagem

Na pele estão presentes mais de 200 sensores para sentir a dor; 25 para o tato, 12 para o calor, 2 para o frio e um número imenso para a pressão, isto por cm2. Graças a essa quantidade de sensores, a massagem consegue 4 efeitos diferentes sobre o corpo de acordo com a variação de 3 componentes:

  • Pressão sobre a pele
  • Intensidade do toque
  • Velocidade dos movimentos.

Se a massagem for feita Lenta e Superficialmente, produzirá efeitos analgésicos e calmantes; pois poderá, através do Sistema Nervoso Periférico, levar os estímulos ao Sistema Nervoso Central – SNC, que acionará o Sistema Nervoso Autônomo Parassimpático, que inibirá o Sistema Nervoso Autônomo Simpático acalmando e relaxando o paciente.

Se a manobra for feita Rápida e Superficialmente, produzirá a excitação do sistema nervoso, pois gera um grande número de estímulos nos folículos sensores da pele, que excitam o SNC, acionando Sistema Nervoso Autônomo Simpático, propiciando condições para que, entre outras coisas, ocorra a neuroplasticidade, onde um neurônio pode aprender a função de outro que sofreu lesão.

Ambas as maneiras Lenta ou Rápida, Superficialmente, podem provocar Analgesia, ou seja, alívio de dores. Há algumas teorias sobre como isso se dá. Uma delas diz que O SNC prioriza as sensações do presente em detrimento das do passado, onde a massagem superficial, por levar ao SNC sensações que refletem o presente, como o tato, o calor ou frio e a pressão das mãos, recebem a preferência de atenção em detrimento da dor que representa o passado, ocorrendo desta maneira a analgesia.

Para atuar sobre o Sistema Circulatório, a massagem deverá ser suficientemente profunda para, pela pressão, otimizar a troca de líquidos, desintoxicando e nutrindo os tecidos. Esta forma de massagem auxilia também o retorno venoso e,ou, linfático.

Quando a intenção do terapeuta for a de promover uma desintoxicação de tecidos, a massagem deverá ser Lenta e Profunda. Lenta para permitir que as trocas ocorram sem nenhuma lesão nos tecidos e Profunda para atuar, por pressão, na otimização da troca de líquidos necessária para a limpeza do tecido.

Quando o interesse for o de nutrir tecidos (massagem mais usada nos tratamentos estéticos e desportivos de preparação) a massagem poderá ser efetuada de uma maneira Rápida e Profunda. Rápida para abundar a oferta de nutrientes e Profunda para, pela pressão, atuar nos líquidos, otimizando as trocas metabólicas.

As massagens que atuam no Sistema Nervoso e Circulatório serão, num primeiro momento, eficazes sobre os sistemas nervoso e circulatório de retorno (venoso e linfático) e, num segundo plano sobre outros sistemas do corpo, em especial o Sistema Urinário que, devido a troca de líquidos nos tecidos se vê obrigado a depurar o sangue, produzindo a urina e eliminando as toxinas presentes no corpo.

12

As Massagens também produzem efeitos nos diferentes tecidos e órgãos do corpo. O favorecimento da troca de líquidos implicará na melhora da circulação periférica que dará condições aos adipócitos, em especial os superficiais, a manterem sua carga, impedindo a sedimentação que dá origem a celulite, agindo sobre o Tecido Adiposo. Como a massagem desintoxica a musculatura pelo retorno venoso e linfático, nutre e tonifica, favorecendo o Tecido Muscular.

Está provado, mediante trabalhos científicos, que o contato do músculo com o osso (fáscia com o periósteo) previne e combate a Osteoporose, portanto atua sobre o Tecido ósseo. Atua também sobre o Sistema Digestório, pois em uma manobra chamada quadrado intestinal, há a prevenção e combate da constipação dos intestinos.

As massagens podem atuar sobre o Sistema Glandular Endócrino, através da troca de líquidos, recuperando hormônios perdidos possibilitando que encontrem seus alvos e atenua os sintomas da menopausa. Age sobre o Sistema Linfático e Imunológico, uma vez que colabora com o retorno linfático formando nova linfa através da pressão nos tecidos e melhora as defesas por ativar a circulação dos linfócitos e direcionar mais liquido para os linfonodos.

Com manobras adequadas, obtém-se melhora nas vias respiratórias (brônquios e bronquíolos), atuando sobre o Sistema Respiratório. A troca de líquidos nos tecidos obriga o sistema urinário a depurar o sangue fazendo urina. Isto colabora com a limpeza do próprio sistema diminuindo a retenção de líquidos e melhorando o Sistema Urinário. E atua ainda sobre o Sistema Circulatório, pois através da ação mecânica, a massagem facilita o retorno venoso e linfático.

O trabalho do terapeuta pode fazer com que tecidos com pouca circulação sejam alcançados, melhorando todos os órgãos.

Muitas vezes durante a massagem, os pacientes relembram experiências boas ou ruins, choram, riem, desabafam e recebem além do tratamento Físico um grande auxílio Psicológico.

Indicações da Massagem

  • Necessidade da melhoria do Sistema Circulatório e Linfático;
  • Estresse e necessidade de relaxar;
  • Problemas respiratórios;
  • Recuperação e manutenção da saúde, além da prevenção de doenças;
  • Problemas Digestivos, Musculares, Cardíacos e Neurológicos;
  • Distúrbios Menstruais;
  • Dores de Cabeça;
  • Lombalgia, Cervicalgia e Dores no Nervo Ciático;
  • Auxilia a retardar o envelhecimento;
  • Calcificações Articulares;
  • Contrações, Espasmos, Atonias e Contorções Musculares;
  • Luxações e Edemas,
  • Debilidade Sexual ou Nervosa;
  • Fadiga; Obesidade e Paralisia;
  • Reumatismo, Gota, Nevralgia e Artrite;
  • Prisão de ventre;
  • Pré e pós cirúrgicos em estética;
  • Alivia os efeitos de uma Gravidez normal;
  • Relaxa e Auxilia no Desenvolvimento Motor, Neurológico e Intelectual de Crianças;
  • Lesões em Geral;
  • Aumenta a Circulação em Musculatura Paralisada;
  • Mobilizar os tecidos que estão aderidos de forma anormal às estruturas vizinhas;
  • Aumentar a tolerância dos tecidos à pressão;
  • Melhorar o bem-estar psicológico;
  • Aliviar a dor.

A massagem é melhor utilizada, quando combinada com outras modalidades que ajudam a reduzir a dor, promover a cicatrização e restaurar a função.

male-massageContra Indicações

Embora a massagem traga muitos benefícios, pode ser contraindicada em alguns estados patológicos. Portanto, o Massoterapeuta, deve realizar uma abordagem cautelosa, eliminando assim, a possibilidade de agravar ou aumentar o quadro patológico.

Entretanto, na maioria dos casos em que há contraindicações, a massagem deve ser evitada apenas nos tecidos ou regiões afetadas.

A Anamnese é fundamental para avaliar o quadro e optar pela melhor forma de tratamento. Além disso, cada região do corpo deve ser examinada para verificar qualquer sinal ou indício de possíveis contraindicações, sejam elas menores ou mais graves.

É importante que o Massoterapeuta tenha suficiente conhecimento sobre anatomia e patologia, para que seu paciente possa ser tratado da maneira correta.

Casos em que a massagem é Contraindicada:

  • Mulheres grávidas só podem receber massagem a partir do 3º mês e com muito cuidado principalmente ao se trabalhar alguns pontos perigosos;
  • Em casos de Osteoporose e outras doenças degenerativas musculares, pressionar com muita cautela.
  • Em casos de câncer, avaliar muito bem antes para não promover a disseminação da doença para outras áreas do corpo.
  • Não pressionar sobre edemas e inchações, ou sobre fraturas.
  • Não pressionar sobre varizes.
  • Evitar pressionar sobre dores fortes ou nevralgias.
  • Alguns quadros psicopatológicos em que o paciente não suporta ser tocado, a massagem deve ser substituída por outras técnicas até a reversão do quadro.
  • Febres Infecciosas;
  • Flebite,
  • Trombose;
  • Fraturas (antes de solidificadas);
  • Feridas abertas e Queimaduras recentes
  • A Insuficiência Renal é uma contraindicação absoluta para a massagem profunda ou Drenagem Linfática.

Experimente a Sensação Incrível que uma massagem pode lhe proporcionar, você só tem a ganhar!

Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior. Dalai Lama

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s